“Que é o homem mortal para que Te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das Tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés. (Salmos 8.4-6)

Toda Autoridade de Deus foi revestida ao homem quando criado, dando a ele o domínio sobre tudo. Porém, o preço que o homem tinha que pagar era ser obediente à Voz do Altíssimo.

Quando Eva comeu a fruta, desobedeceu à Voz de Dele. Ela entregou ao diabo o que eles tinham. Daquele momento em diante, a humanidade passou a ser escrava do mal.

Quando o Senhor Jesus veio ao mundo, não trouxe apenas esperança e salvação, mas também veio recuperar essa autoridade perdida. Ensinando seus discípulos e passando esta autoridade a eles.

Por exemplo, quando o mar estava revolto, os discípulos, desesperados, acordaram Jesus e perguntaram: “Não te importa que venhamos morrer?” Jesus repreendeu a tempestade e o mar se acalmou. Logo indagou aos seus discípulos: “Por que sois covardes? Ainda não tendes fé?” (Marcos 4.38-40).

Depois, andou sobre as águas e mandou que Pedro andasse também. Falou com uma figueira e ela secou e disse que os discípulos fariam mais do que isso. Multiplicou os pães e os peixes, e lhes disse: “Dai-lhes vós mesmos de comer”.

E durante toda trajetória de Jesus podemos perceber que os ensinamentos era para que eles usassem essa Autoridade.

Jesus era um exemplo, motivando os discípulos a fazerem o mesmo e até mais do que Ele, mostrando assim que a Autoridade, dada desde o início da criação, estava sendo restabelecida ao homem.

“Recebereis poder (AUTORIDADE) ao descer sobre vós o Espírito Santo…” (Atos 1.8)

Não importa o lugar que o diabo esteja atuando, se tiver uma pessoa com o Espírito Santo ali, ela tem autoridade para repreendê-lo. Não podemos ser omissos a isso, temos que levantar as nossas mãos, amarra e arrancar o diabo, mudar toda e qualquer situação.

Assim como um fiscal de trânsito levanta a mão e para vários carros sem utilizar a força do braço, assim também deve ser com o agir do diabo. Você tem autoridade para parar a obra do mal.

Seja abençoado!

Gabriel Santos – gss@filhosuniversal.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here