Qual mulher nunca passou por isso: O terrível dia de ir ao salão cortar o cabelo?!

Quando se trata de um corte de rotina então, pra ativar o crescimento (o famoso “corte das pontinhas”), esse medo se torna ainda maior. Isso se deve a fama que muitos cabeleireiros têm, de que cortam muito mais que apenas dois dedinhos, rsrs…

Mas, por que temos esse medo? Afinal, sendo o cabelo cortado muito ou pouco, não voltará ele a crescer?!

Sim, todas sabem disso! Mas, fato é que muitas de nós são extremamente apegadas as suas madeixas; mudar o visual é sinônimo de sair da sua zona de conforto, encarar novos olhares, e às vezes até críticas. É isso que lá no fundo, assusta e amedronta.

Pensando sobre isso, lembrei-me de uma passagem marcante do Senhor Jesus, descrita em João capítulo 15, quando Ele diz:

“Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.”

Temos em nós mesmos, um grande adversário: a nossa carne. Nossas próprias vontades e desejos, nem sempre estão conectados a vontade de Deus. Deixar velhos hábitos e manias, razões e achismos, não são tão simples assim… Mas, o Senhor Jesus disse que isso se faz necessário, a poda nos limpa pra darmos mais frutos.

Quando se trata de vida espiritual, não podemos ter esse medo! Assim como, não adianta desejar um cabelo lindo e saudável se não nos desapegarmos das “pontinhas”; também, não adianta desejar uma renovação constante se, no momento da poda, começarmos a abrir concessões a nossa carne.

A Palavra de Deus é a grande responsável por essa poda! Quando decidimos obedece-la, então, como em um espelho, vamos percebendo aquilo que precisa ser cortado em nossas vidas. Ah! Mais é claro, que assim como em um corte de cabelo inesperado, muitos olhares serão atraídos pra você… Alguns irão gostar do seu novo “visual”, mas outros, provavelmente irão critica-lo.

Não tenha medo, ponha-se diante deste espelho, se convide a uma mudança interior, e se preciso, mude o exterior também, rsrs.
Desapega Amiga! Permita-se dar mais fruto ainda…

Colaborou: Cinthia Mesquita de Lima

1 Comentário

  1. Muito bom!As concessões muita das vezes são fatais e nem atentamos pra isso.Ad podas são necessárias .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here