Foi exatamente em 2013, na Fogueira Santa do Vale Jaboque, que o Senhor Jesus fez um dos vários milagres na vida de Ana Santana.

Em outubro do mesmo ano, ela estava no terceiro semestre da faculdade, e um dia, do nada, desmaiou. Seus colegas ligaram para sua mãe e contaram que o Samu esta levando Ana para HGR.

Desse dia em diante foram 03 meses vivendo praticamente no hospital. A visão dos braços todo roxos de tantas injeções passou a ser algo constante para sua mãe.

Márcia Regina – mãe – por fora mostrava forte, mas por dentro estava moída, pois sabia que se filha morresse naquele momento não teria salvação. “Eu lembro que mesmo fraquinha ela insistia em ter vida normal, mas já não conseguia”, relembra a mãe.

Um dia, Ana precisou fazer uma tomografia e quando saiu da máquina do exame estava chorando. “Neste dia fomos para casa e eu não disse nenhuma palavra, porque seria em vão falar naquele momento, pois ela se entregaria a emoção”, conta Márcia, que estava certa de que precisava passar fé para sua filha.

Em certa ocasião Ana precisou ir ao otorrinolaringologista – médico com especialidade clínica e cirúrgica -, e ao chegar lá encontrou uma enfermeira que disse ter viso sua própria filha morrer 15 dias depois de ser diagnóstica com os mesmos sintomas de Ana.

-O meu Deus tem o poder de te curar, ou te levar, se Ele achar melhor. Tudo depende de você: vai continuar brincando com o Senhor ou vai mudar? – Questionou Márcia, naquele mesmo instante.

De tanto desmaiar, Ana passou na frente dos outros pacientes que também esperavam para ser examinados.

“Saímos de lá com o diagnóstico de que ela não poderia ter uma vida normal, pois iria tomar remédios sempre e com tempo iria viver de forma vegetativa, pois estava com hipotrofia, que bloqueia as artérias que levam oxigênio para cérebro. Isso era o causador dos desmaios de minha filha, que só diminuiriam com um aparelho colocado em sua garganta para que o ar entrasse por uma bombinha”, conta Márcia.

Mas a mãe não aceitou aquele decreto para vida de sua filha. Colocou o envelope da Fogueira Santa na cabeça de Ana e determinou que ela fosse curada.

Não só a cura de Ana é resultado do sacrifício, mas também sua transformação interior. Hoje ela é uma pessoa totalmente curada e aprendeu que se tornar Israel é a maior conquista que alguém pode ter.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here