Não sei mais onde vamos parar. Uma hora o homem quer viver em marte, outra em plutão, e há quem diga que tem aqueles que desejam viver em outra dimensão.
Desde pequena ouço nos jornais que o homem encontrou possibilidade de vida em outros planetas.

Mas pelo visto não encontrou nada lá, já que voltou.
Aliás, ele sempre volta. É incrível como os sujeitos desejam os territórios que não lhes pertencem.

Eles querem a floresta, só para desmatar e ter o prazer de dominar.
Querem a lua, mas não possuem condições de lá morar.
Querem marte, mas não sabem como podem chegar até lá e ficar.
Já reparou como o homem sempre quer tudo? Até do fundo do mar ele quer se apossar. O desejo de invadir algum lugar é tão urgente e sufocante que esquecem até mesmo de perguntar se a localidade já tem dono (não foi assim com a Ilha de Vera Cruz?).

Mas graças a muitas preces, os terráqueos terão o troco. Agora eles saberão o que é ter o lar invadido. Sentirão na pele o que é perder o título de proprietário. Finalmente, eles descobrirão o que é invasão de privacidade, já que os caranguejos resolverão invadir.

Nota: Crônica escrita baseada na notícia: Baía dos Porcos é invadida por milhões de caranguejos   (Site: BBC)

Por: Rayane Araujo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here