Eu tenho observado o comportamento das pessoas nos últimos tempos, não para saber o que elas estão a fazer mas para entender melhor as suas queixas.

Como bom observador que sou, meu objetivo é perceber os problemas, para de alguma forma ajudar. Uma das maiores queixas é em relação ao tempo. Parece a doença dos dias de hoje. A maior parte das pessoas passa o tempo a queixar-se da falta dele. Irônico, não é?
Procrastinar é quando você sabe que tem coisas para fazer e simplesmente vai adiando e acaba por não fazer nada. Ou seja, não produziu nada. Eu sei do que falo, porque já fui um expert em procrastinação e isso prejudicou-me imensamente.
E tive que aprender da pior maneira a gerir o meu tempo, de modo a torná-lo mais produtivo. Precisei adquirir novos hábitos:
1. Não deixar para mais tarde o que posso fazer AGORA: reeduquei a minha mente, de modo a não perder tempo com futilidades, com coisas que não iriam me acrescentar.
2. Definir prioridades: passei a fazer uma escala de prioridades, com as coisas que eram vitais fazer naquele momento. Por exemplo: “enviar as tarefas para conexão de sábado” . Eu sei que naquele dia é a primeira coisa que devo fazer, então não perco tempo. O grau de prioridade para essa tarefa é primeiro lugar.
3. Aprender a usar uma agenda: esta talvez tenha sido uma das coisas mais difíceis que aprendi a fazer. Colocar no papel, para depois colocar em prática. No início foi difícil, mas com o tempo consegui.
Conselho do Dia: pela manhã, ao acordar veja o que tem para fazer. Defina prioridades e comece a fazer. Não Procrastine. 
Se o post te ajudou, compartilha. Alguém pode andar por aí perdido e estar a precisando de ajuda.
Até à próxima!
Por: Jailson Pereira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here