“Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego.” (Daniel 1:6‭-‬7)

Após Nabucodonosor invadir Jerusalém ele deu a ordem de recrutar jovens, tanto da linhagem real como dos nobres, sem nenhum defeito, de boa aparência, instruídos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e a língua dos caldeus. Nesse meio estava Daniel, Hananias, Misael e Azarias.

O plano de Nabucodonosor era simples, porém ardiloso. Ele removeu os líderes, as cabeças pensantes de Israel, afinal quem não pensa, está sujeito a quem pensa, destarte não era necessário exterminar todo o povo, apenas os mais pobres e fracos ficavam para cuidar da terra e pagar tributos.

Ao chegarem na Babilônia na condição de cativos, Daniel, Hananias, Misael e Azarias receberam novos nomes, mas por que aqueles homens receberam novos nomes?

A troca do nome de Daniel, Hananias, Misael e Azarias era apenas uma ordem velada: esqueça seus pais, esqueça sua língua pátria, esqueça a sua terra, esqueça sua cultura, esqueça o seu povo, esqueça o seu templo, esqueça o seu Deus, ESQUEÇA QUEM VOCÊ ERA!

Os nomes que receberam eram uma tentativa de apagar quem eram e dar uma nova identidade aos três jovens, o significado de cada um é
Beltessazar: Bel protege a vida do rei
Sadraque: servo do deus Sin/amigo do rei
Mesaque: quem é como o deus Aku
Abede-Nego: servo do deus Nego

O plano não deu certo, Daniel Hananias, Misael e Azarias permaneceram fiéis a Deus, não se esqueceram de seu povo, de seu vernáculo, da sua cultura e principalmente do seu Deus, em um local completamente depravado como a Babilônia manteram-se incorruptíveis até o fim.

Hoje em dia não é diferente, muitos ao ingressarem em uma faculdade, ao iniciar um relacionamento, ao conseguir um novo emprego ou receber uma promoção esquecem quem são. Esse é o objetivo do diabo, fazer com que os servos e servas de Deus se esqueçam de quem são, assim é bem mais fácil manipulá-los e transformá-los naquilo que ele quer.

Não esqueça quem você é, se você não souber quem é, deixe que Cristo te diga quem você é.

“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” (1Pedro 2:9)

Por: Gabriel Souza

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here